Polónia flag Polónia: Investir na Polónia

Investimento estrangeiro direto na Polónia

O IDE em números

A Polônia está entre os países mais atrativos da Europa em termos de IDE. De acordo com o Relatório de Investimento Mundial de 2022, do UNCTAD, as entradas de IDE na Polônia alcançou um recorde de maior valor já atingido com 24,8 bilhões de dólares em 2021, se comparado com os 13,8 bilhões no ano anterior e 83% abaixo do nível pré-pandemia. De acordo com o grupo de pesquisa estatal Polish Economic Institute (PIE), a Polônia foi a 14ª maior globalmente e a terceira na União Europeia em termos de valor de entradas de IDE em 2021. No mesmo ano, o estoque total de entrada de investimentos estrangeiros ficou em 269,2 bilhões de dólares (+7,8% ano a ano). Dados da fDi Intelligence mostram que, no período 2019-2021, os investidores estrangeiros na Polônia contribuíram para a criação de 339.000 empregos. No geral, o IDE greenfield para a Polônia permaneceu resiliente e tem aumentado desde 2015. O maior investidor no país durante o ano de 2021, em termos de investimento de capital, foi a Coreia do Sul (1,9 bilhão de dólares), seguida pelos EUA (364 milhões de dólares) e Alemanha (155 milhões de dólares). Em termos de repartições regionais, a voivodia da Masóvia recebeu 28% do IDE para 2021, seguida pela Baixa Silésia (15%), a Pequena Polônia e as voivodias da Silésia (10% cada – Monitor de Investimento). A maioria das ações é detida pela Alemanha (21,2%), França (10,8%), Holanda (10,4%) e Estados Unidos (9,7%- OCDE, por país investidor final); com investimentos direcionados principalmente para a indústria (31,3%), atacado e varejo (14,8%), atividades financeiras e de seguros (14,2%) e imóveis (10,4%). De acordo com um estudo da OCDE, no primeiro semestre de 2021 os fluxos totais de IDE para o país foram de 12,3 bilhões de dólares, um crescimento de 27,4% se comparado com o mesmo período no ano anterior (quando os fluxos de IDE ficaram em 9,6 bilhões de dólares).

Suas principais características atrativas são uma posição estratégica, uma população volumosa, membro da União Europeia, estabilidade econômica, trabalho qualificado barato e um sistema fiscal atrativo para negócios. Além disso, a Polônia tem uma Zona Econômica Especial dinâmica e seu governo fundou a Agência de Investimento e Comércio da Polônia (PAIZ) para aprimorar as condições de IDE. Ao abrigo do orçamento da UE para 2021-2027, a Polónia receberá 78,4 mil milhões de dólares em fundos de coesão, bem como cerca de 27 mil milhões de dólares em subvenções e 40 mil milhões de dólares em acesso a empréstimos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da UE. No entanto, a lei polonesa limita a propriedade estrangeira de empresas em setores estratégicos selecionados e restringe a aquisição de imóveis, especialmente terras agrícolas e florestais. Além disso, entrou em vigor uma nova lei que confere ao Presidente do Gabinete para a Concorrência e Defesa do Consumidor a autoridade para rever os IDE de investidores não pertencentes ao EEE e não pertencentes à OCDE com base na segurança pública, ordem e saúde. Em 2022, a Polônia ampliou e estendeu seus controles sobre novos investimentos estrangeiros diretos por mais três anos, até meados de 2025. No geral, o clima de negócios polonês é bom e o país ocupa o 29º lugar entre 82 países no ranking do Economist Business Environment.

 
Investimento Estrangeiro Direto 202020212022
Fluxo de entradas de IDE (milhões de USD) 15.19529.58029.462
Estoques de IDE (milhões de USD) 256.008270.719269.840
Número de investimentos greenfield* 472513509
Value of Greenfield Investments (million USD) 23.64423.16817.793

Fonte: UNCTAD, Últimos dados disponíveis

Nota: * Os investimentos greenfield correspondem à criação de filiais ex-nihilo pela sede.

 
Comparação internacional da proteção dos investidores Polónia Leste europeu & Ásia central Estados Unidos Alemanha
Índice de transparência das transações* 7,0 7,5 7,0 5,0
Índice de responsabilidade dos gerentes** 2,0 5,0 9,0 5,0
Índice de poder dos acionistas*** 9,0 6,8 9,0 5,0

Fonte: Doing Business, Últimos dados disponíveis

Nota: *Quanto maior for o índice, mais as transações são transparentes. **Quanto maior for o índice, mais os gerentes são pessoalmente responsáveis. *** Quanto maior for o índice, mais os acionistas têm o poder de defender os seus direitos.

Return to top

Por que escolher investir na Polónia

Pontos fortes
Pontos fortes para o IDE na Polônia:

  • Economia em crescimento;
  • Localização geográfica central no coração da Europa;
  • Força de trabalho multilíngue, qualificada, capaz de exportar negócios (a baixo custo) e cuja produtividade está crescendo rapidamente;
  • Setor bancário estável e moeda controlada;
  • Uma economia saudável e resiliente, mesmo durante crises econômicas;
  • Ao contrário de outros países da Europa Central, sua população não enfrenta um endividamento excessivo.


Todas essas vantagens permitem que o país seja classificado pelo Banco Mundial em 27º entre os 190 países  pela facilidade de fazer negócios em 2018. Para obter mais informações sobre o ambiente de negócios da Polônia, visite o relatório Doing Business de 2018 do Banco Mundial.

Pontos fracos

Desvantagens para o IDE na Polônia:

  • Rigidez do mercado de trabalho;
  • Procedimentos administrativos lentos (120º país pela velocidade de abertura de empresas, de acordo com o Banco Mundial);
  • Conta corrente em déficit;
  • A adoção do euro inicialmente prevista para 2012 foi prejudicada pela crise financeira, atrasando assim seus efeitos benéficos na economi;
  • O cenário político relativamente instável retarda a implementação das reformas necessárias.
As medidas implementadas pelo governo
Em abril de 2002, o Parlamento Polonês passou uma lei relacionada ao suporte financeiro para investimentos. Uma empresa que invista na Polônia pode receber uma asssistência do governo polonês, especialmente:

  • Ajuda no investimento nas zonas econômicas especiais (SEZ);
  • Acesso aos fundos estruturais da União Europeia para os empresários;
  • Criação de zonas industriais e tecnologias que permitam uma sinergia das empresas que trabalhem no mesmo setor;

Para fazer frente à crise econômica e sustentar os investimentos estrangeiros no longo prazo, o governo polonês previu um programa de estabilização e um plano de desenvolvimento de 24 bilhões de euros, com destaque especial a uma concessão de créditos às pequenas e médias empresas e investimento em fontes renováveis de energia.

Em julho de 2011, a Lei sobre a Limitação dos Obstáculos Administrativos para os Cidadãos e suas Empresas entrou em vigor, introduzindo uma série de medidas destinadas a reduzir o peso da burocracia polonesa. Desde 1º de janeiro de 2012, uma empresa pode ser registrada como sociedade de responsabilidade limitada em 24 horas.

Bilateral investment conventions signed by a Polónia
A Polônia assinou mais de 60 tratados bilaterais de investimento. Para mais detalhes consulte este link.

Return to top

Alguma observação sobre este conteúdo? Fale conosco.

 

© eexpand, todos os direitos de reprodução reservados.
Últimas atualizações em Novembro 2023