França flag França: Investir na França

Investimento estrangeiro direto na França

O IDE em números

Depois de cair como resultado da pandemia de COVID-19, os fluxos de IDE para a França se recuperaram em 2021 (+191,4%), mas permaneceram abaixo do nível pré-crise. Dos 4,87 bilhões de dólares registrados em 2020, chegaram a 14,19 bilhões em 2021, segundo o Relatório de Investimento Mundial de 2022 publicado pela UNCTAD.

O estoque de IDE em 2021 foi de cerca de 978 bilhões de dólares (UNCTAD). Apesar da crise, o investimento em alguns setores estratégicos, como P&D, saúde e energias renováveis, registrou um aumento. Segundo dados da OCDE, os fluxos de IDE para a França totalizaram mais de 11 bilhões de dólares no primeiro semestre de 2022. Em termos de estoque interno de IDE, a França é o 13º maior receptor de IDE no mundo (UNCTAD). Luxemburgo, Suíça, Holanda e Reino Unido são os principais investidores na França e representam mais de 50% do estoque de IDE (Banco da França, 2021). De acordo com dados publicados pelo Banco da França, os estoques de IDE são destinados principalmente para a indústria de transformação, atividades financeiras e de seguros e imóveis. A região de Paris tem a maior concentração de sedes multinacionais na Europa (ranking Global 500 da revista Fortune). Um dos objetivos do presidente Emmanuel Macron é atrair mais multinacionais atualmente sediadas em Londres.

De acordo com o último ranking do The Economist’s Business Environment, a França ocupa o 6º lugar entre 82 países, uma ligeira melhora em relação aos anos anteriores. As perspectivas de novas reformas são fracas, impedindo que algumas fraquezas antigas sejam aboradas no ambiente de negócios, incluindo o sistema tributário e o mercado de trabalho (The Economist). Os pontos fortes do país são a sua posição de terceira potência europeia, a sua mão-de-obra altamente qualificada, a sua vasta base industrial, os seus recursos agrícolas, a sua reputação cultural mundial e a sua localização geográfica no centro da Europa.

 
Investimento Estrangeiro Direto 202020212022
Fluxo de entradas de IDE (milhões de USD) 11.35930.88536.413
Estoques de IDE (milhões de USD) 952.937944.763896.806
Número de investimentos greenfield* 590595614
Value of Greenfield Investments (million USD) 15.85213.95620.238

Fonte: UNCTAD, Últimos dados disponíveis

Nota: * Os investimentos greenfield correspondem à criação de filiais ex-nihilo pela sede.

 
Comparação internacional da proteção dos investidores França OECD Estados Unidos Alemanha
Índice de transparência das transações* 8,0 6,5 7,0 5,0
Índice de responsabilidade dos gerentes** 3,0 5,3 9,0 5,0
Índice de poder dos acionistas*** 6,0 7,3 9,0 5,0

Fonte: Doing Business, Últimos dados disponíveis

Nota: *Quanto maior for o índice, mais as transações são transparentes. **Quanto maior for o índice, mais os gerentes são pessoalmente responsáveis. *** Quanto maior for o índice, mais os acionistas têm o poder de defender os seus direitos.

Return to top

Por que escolher investir na França

Pontos fortes
A França é uma das dez potências econômicas do mundo e possui muitos ativos para atrais os investimentos estrangeiros:

- Uma localização estratégica, no centro da Europa Ocidental;
- Um tecido terciário desenvolvido (incluindo turismo), uma vasta base industrial e forte capacidade de produção agrícola;
- Infraestrutura líder e serviços públicos de qualidade;
- Uma força de trabalho qualificada e produtiva (segundo país europeu em termos de produtividade por hora) e uma demografia dinâmica;
- Um ambiente de negócios favorável ao investimento e uma estrutura legal relativamente estável e transparente;
- Uma economia diversificada, repleta de uma ampla diversidade de participantes, que variam de grandes multinacionais a startups de alta tecnologia (tecnologia francesa).
Pontos fracos
Os inconvenientes do mercado francês para a atração dos IDE são:

- Uma carga tributária entre as mais elevadas do mundo;
- Um custo de mão de obra alto;
- Regimes tributários e trabalhistas exigentes;
- Alta taxa de desemprego (9,4% em 2017, OCDE), que afeta particularmente jovens e trabalhadores mais velhos;
- Desigualdades crescentes;
- Gastos públicos elevados que alimentam dívidas públicas já significativas (96,8% do PIB em 2017, OCDE);
- Um baixo nível de PME operando para exportar ou investir em inovação.
As medidas implementadas pelo governo

Muitas reformas surgiram nos últimos anos com o objetivo de revitalizar a economia nacional e atrair investidores estrangeiros. Alguns dos principais são:

  • O número de formalidades administrativas para o estabelecimento de empresas estrangeiras foi reduzido;
  • O estabelecimento de um programa de crédito tributário de 20 bilhões de euros (crédito tributário por competitividade), a abolição do imposto de solidariedade e a criação do crédito tributário de pesquisa e incentivos para jovens empresas inovadoras;
  • O projeto de criação de uma nova legislação trabalhista reforçando a formação profissional e agregando mais flexibilidade ao mercado de trabalho;
  • A Lei de Finanças de 2018 prevê vários cortes de impostos (a receita financeira não pode ser tributada em mais de 30%, a substituição do imposto sobre a riqueza por um imposto imobiliário, a eliminação das contribuições dos funcionários etc.);
  • As empresas estrangeiras têm acesso aos mesmos subsídios que as empresas francesas (apoio ao investimento produtivo, P&D, treinamento vocacional, criação de empregos etc.).
Bilateral investment conventions signed by a França
A França assinou acordos bilaterais para investimentos com 91 países.
Para ver a lista, clique aqui.

Return to top

Alguma observação sobre este conteúdo? Fale conosco.

 

© eexpand, todos os direitos de reprodução reservados.
Últimas atualizações em Outubro 2023