Alemanha flag Alemanha: Contexto político-econômico

Contexto econômico da Alemanha

Indicadores econômicos

Para obter as previsões mais recentes sobre os impactos econômicos causados pela pandemia do coronavírus, consulte a plataforma de rastreamento de Respostas Políticas para COVID-19 do FMI para as principais respostas econômicas dos governos.

A Alemanha é a maior potência econômica da Europa e a 4ª maior em nível global. Após passar por uma recessão histórica em 2020, provocada pela pandemia da COVID-19,a economia do país cresceu ao longo dos três primeiros trimestres de 2022, impulsionada pela recuperação contínua do consumo privado. Contudo, seu crescimento foi estimado em apenas 1,5% em 2022, um ritmo mais lento do que no ano anterior (2,6%, de acordo com o FMI) devido às consequências do conflito Rússia-Ucrânia: antes da invasão, a Alemanha era muito dependente do gás, carvão e petróleo produzidos na Rússia, com cerca de um terço do fornecimento de energia primária sendo de origem russa. A situação política e as sanções da União Européia contra a Rússia forçaram a Alemanha a se tornar menos dependente; porém, houve graves rupturas na cadeia produtiva (principalmente nos setores químico e automotivo, que juntos respondem por quase 6,5% do PIB) e na importação de energia. Os indicadores de expectativa deterioraram-se de forma intensa no decorrer do fim de 2022, com uma queda do consumo privado, devido à alta inflação e ao aumento crescente dos custos com energia. O FMI espera que o PIB caia cerca de 0,3% em 2023 (-0,6% de acordo com a Comissão Europeia), antes de se recuperar cerca de 1,5% em 2024. As projeções continuam indicando riscos, especialmente os relacionados a atrasos na diversificação da oferta de energia, que podem causar escassez e estimular a inflação no inverno de 2023-24.

As medidas sem precendentes para combater a epidemia da COVID-19 e estabilizar a economia - que tinham como foco subsídios para empresas, prorrogação do esquema de trabalho de curta duração e aumento dos gastos com saúde para vacinação e testes - levaram a um crescimento no déficite orçamental da Alemanha nos últimos anos. Os programas de apoio direcionados para a pandemia foram finalizados em meados de 2022, mas três pacotes de apoio à energia, estimados em 95 bilhões de euros em despesas diretas, e um fundo de apoio ao setor de energia de 5,5% do PIB, financiado por concessões de crédito, contribuíram para o terceiro ano consecutivo de déficit orçamental ( -3% de acordo com o FMI), apesar do aumento das receitas fiscais.Enquanto o FMI espera que o deficit decline para 1,8% neste ano e 1,1% em 2024, a Comissão Europeia prevê um cenário menos otimista (3,1% e 2,6%, respectivamente). Depois de atingir um pico de 71,1% em 2022, o rácio da dívida pública em relação ao PIB deverá diminuir para 68,3% em 2023 e 65,6% no ano seguinte (FMI), graças ao crescimento do PIB nominal devido à inflação elevada, à redução na carteira de bancos ruins e o declínio das reservas de caixa. A inflação atingiu um nível recorde de 8,5% em 2022, impulsionada pelo já mencionado aumento nos preços da energia, aumento dos custos de insumos e um aumento nos salários do setor de serviços. O mercado de trabalho mais apertado e o repasse vertiginoso dos preços de energia no atacado devem contribuir para a queda gradual da inflação, projetada em 7,2% neste ano e 3,5% em 2024 (FMI). Para 2023, espera-se que o crescimento das exportações se recupere devido à redução dos gargalos da cadeia de suprimentos e a uma carteira de pedidos recorde.

A taxa de desemprego foi estimada em 2,9% em 2022 (FMI), abaixo dos 3,6% do ano anterior, com um crescimento salarial médio de 5% em uma base anual no primeiro semestre do ano. O FMI prevê um crescimento do desemprego para 3,4% este ano e 3,3% em 2024. Com um PIB per capita (PPC) de 57.927 de dólares, a Alemanha está entre os países mais ricos do mundo (Banco Mundial). No entanto, segundo dados do Destatis, cerca de 20,7% da população do país está em risco de pobreza ou exclusão social (últimos dados disponíveis).

 
Indicadores de crescimento 20222023 (E)2024 (E)2025 (E)2026 (E)
PIB (bilhões de USD) 4.085,684.429,844.700,884.960,295.181,79
PIB (crescimento anual em %, preço constante) 1,8-0,50,92,01,9
PIB per capita (USD) 48.75652.82456.03759.13561.807
Saldo do Balanço de Pagamentos (em % do PIB) -2,1-2,4-1,1-0,6-0,6
Dívida Pública (em % do PIB) 66,165,964,061,859,9
Índice de inflação (%) n/a6,33,52,22,1
Taxa de desemprego (% da população economicamente ativa) 3,13,33,33,13,0
Balanço das transações correntes (bilhões de USD) 170,76265,62309,11322,13319,77
Balanço das transações correntes (em % do PIB) 4,26,06,66,56,2

Fonte: IMF – World Economic Outlook Database, October 2021

Principais setores econômicos

O setor agrícola alemão é limitado: contribui apenas com 0,8% do PIB e emprega 1% da população ativa (Banco Mundial, últimos dados disponibilizados). Os principais produtos agrículas incluem o leite, o porco, beterraba, batata, trigo, cevada e cereais. De acordo com o escritório de estatísticas nacional Destatis, na Alemanha há cerca de 262.776 explorações agrículas, das quais a maioria é empresa individual, significando que a maior parte dos fazendeiros gerenciam seus negócios sozinhos ou com suas famílias. Nos últimos anos, o número de explorações dedicadas a produtos orgânicos tem tido um crescimento estável, alcançando 26.133 em 2021. Depois da crise provacada pela pandemia da COVID-19, cada vez mais explorações agrícolas têm tentado reduzir o risco de fortes flutuações diversificando sua renda: Destatis relata que metade de todas as explorações agrícolas na Alemanha obteve renda de atividades relacionadas à agricultura, além da produção agrícola primária em 2020. De acordo com as estatíticas oficiais da União Europeia, a Alemanha registrou a taxa mais acentuada no aumento da produtividade do trabalho agrícola em 2022 (+66%) com um aumento médio no preço de produtos de saída na Alemanha de 29,5%, superando os de insumo (14%).

Já o setor industrial contribui com cerca de 26,6% do PIB e emprega 27% da força de trabalho alemã. A Alemanha é o país europeu mais industrializado e sua economia é bem diversificada: a indústria automativa é o maior setor do país, contudo a Alemanha também retém outros setores especializados, como equipamentos elétricos e eletrônicos, a engenharia mecânica e os produtos químicos. No geral, as atividades de manufatura sozinhas representam 18% do PIB. A atividade industrial é concentrada principalmente nos estados Baden-Württemberg e Renânia do Norte-Vestfália, onde estão mais da metade das 1.600 empresas de manufatura alemã que são identificadas como líderes do mercado mundial. O setor foi afetado pelo conflito Rússia-Ucrânica, uma vez que a Alemanha depende muito do suprimento de gás da Rússia; por exemplo, expera-se que o setor químico do país, um dos mais expostos ao aumento dos custos de energia, tenha uma queda de produção para cerca de 8,5%, de acordo com a associação industrial VCI.



O setor terciário é o empregador líder (72% da força de trabalho) e contribui com 63% do PIB do país. O crescimento do setor nos últimos anos foi impulsionado por uma força na demanda por serviços relacionados a negócios e pelo desenvolvimento de novas tecnologias, o qual contribuiu para estabelecer ramos totalmente novos do setor terciário. O setor de hospedagem e alimentação também desempenha um papel importante, com um volume de negócios total de 104  bilhões de euros (Destatis).

De maneira geral, o modelo econômico alemão se sustenta fortemente numa densa rede de pequenas e médias empresas (PME), muitas vezes muito abertas ao ambiente internacional: de acordo com os últimos dados do Destatis, cerca de 55% do total de pessoas à serviço trabalham em PME, com a proporção de pessoas ocupadas nas microempresas é de 18%, enquanto 21% trabalham nas pequenas e 16% nas médias empresas.

 
Divisão da atividade econômica por setor Agricultura Indústria Serviços
Emprego por setor (em % do emprego total) 1,3 27,6 71,1
Valor agregado (em % do PIB) 1,1 26,7 62,7
Valor agregado (crescimento anual em %) -4,6 -0,5 2,8

Fonte: World Bank, Últimos dados disponíveis. Devido ao arredondamento, a soma das percentagens pode ser superior / inferior a 100%.

 

Obtenha mais informações sobre o seu setor de atividade em nosso serviço Estudos de mercado.

 
 

Retrouvez tous les taux de change Conversor de divisas.

 

Indicador de liberdade econômica

Definição

O indicador de liberdade económica mede dez componentes da liberdade económica, divididos em quatro grandes categorias: a regra de direiro (direitos de propriedade, nível de corrupção); O papel do Estado (a liberdade fiscal, as despesas do governo); A eficácia das regulamentações (a liberdade de inciativa, a liberdade do trabalho, a liberdade monetária); A abertura dos mercados (a liberdade comercial, a liberdade de investimento e a liberdade financeira). Cada um destes dez componentes é medido numa escala de 0 a 100. A nota global do país é uma média das notas dos 10 componentes.}}

Nota:
72,5/100
Posição mundial:
29
Posição regional:
16


 

Classificação do ambiente de negócios

Definição

O ranking de ambiente de negócios mede a qualidade ou a atratividade do ambiente de negócios nos 82 países abrangidos pelas previsões do The Economist. Este indicador é definido pela análise de 10 critérios: o ambiente político, o ambiente macroeconômico, as oportunidades de negócios, as políticas no que diz respeito a livre iniciativa e concorrência, as políticas no que diz respeito ao investimento estrangeiro, o comércio exterior e o controle do câmbio, a carga tributária, o financiamento de projetos, o mercado de trabalho e a qualidade das infraestruturas.

Nota:
8.31/10
Posição mundial:
5/82

Fonte: The Economist Intelligence Unit - Business Environment Rankings 2021-2025

 

Risco país

Consulte a análise de risco do país sugerida por Coface.
 

Return to top

Fontes de informação econômica

Ministérios
Ministério das Finanças
Ministério de Assuntos Econômicos e Energia
Ministério da Alimentação e da Agricultura
Ministério dos Transportes e Infraestrutura Digital
Ministério da Educação e da Pesquisa
Órgão de estatísticas
Gabinete Federal de Estatística
Banco Central
Deutsche Bundesbank
Bolsas de Valores
Deutsche Börse Group
Portais econômicos
Portal econômico alemão
 

Return to top

Alguma observação sobre este conteúdo? Fale conosco.

 

© eexpand, todos os direitos de reprodução reservados.
Últimas atualizações em Outubro 2023